Problemas hormonais podem dar sinais pelo corpo; saiba quais



Da menarca até a menopausa, nós mulheres sabemos muito bem o que é lidar mensalmente com alterações dos hormônios. Eventualmente essa alternância hormonal pode motivar problemas de saúde. Alguns são mais sutis e de diagnóstico complexo. Outros não deixam dúvidas do que se trata porque deixam pistas sensíveis no corpo.


Pensando nisso, a endocrinologista e professora da Associação Brasileira de Medicina Ortomolecular (ABMO) Denise Portugal explica como identificar sintomas que distúrbios hormonais causam na pele e em outras partes do corpo. Com isso, é possível antecipar diagnóstico e tratamento.


Segundo a médica, as doenças mais comuns que dão esses sinais, são síndrome do ovário policístico, câncer de mama, fibromialgia e osteoporose. Veja os sintomas dermatológicos que cada uma delas causa:


A Síndrome do ovário policístico pode gerar resistência à insulina, e com isso ter um aumento de hormônios como a testosterona. Ela pode aumentar pêlos no rosto, acnes, queda de cabelos, e uma pigmentação mais escura na pele na região do pescoço e axilas chamado de Acantose Nigricans.


O Câncer de mama muitas vezes é diagnosticado com a auto avaliação pela própria pessoa, palpando alguma modificação nas mamas ou até mesmo dor ao toque. Os caroços podem ser visíveis ou não, mas com certeza é possível senti-los.


A fibromialgia caracteriza-se por uma fraqueza muscular e dores no corpo de forma generalizada. Em muitos casos, está associada à depressão e ao estresse crônico. O diagnóstico é difícil, mas, se feito, o tratamento é através de uma equipe interdisciplinar, psicólogo, psiquiatra, professor de educação física. Os exercícios físicos ajudam na liberação da serotonina, que é um neurotransmissor que gera felicidade. Medicamentos antidepressivos costumam ajudar no tratamento.


Na osteoporose ocorre uma diminuição da quantidade de cálcio no osso e essa diminuição pode ocasionar fraturas, principalmente no quadril, punho e coluna. Costuma ser uma doença silenciosa, sem muitos sintomas, mas duas coisas que chamam a atenção para este problema são a cifose (conhecida como corcunda) e a perda de altura. A osteoporose está associada principalmente à menopausa nas mulheres pela baixa de estrogênio. Quando em estágio mais avançado, pode ocorrer dor óssea, e fraturas em pequenas quedas. O diagnóstico é feito pela densitometria óssea.


O estresse também pode causar sintomas parecidos com o de muitas dessas doenças e, por isso, é sempre indicado fazer visitas regulares ao médico para ter certeza de que tudo está bem com você. “O estresse é um fator pró-inflamatório que gera o estresse oxidativo. ‘estresse crônico’, como é chamado, pode gerar queda de cabelos, dores musculares, sonolência, depressão, entre outros problemas”, finaliza Denise.



0 visualização0 comentário