A vaporização facial é de fato boa para a sua pele?



Existem muitos métodos de cuidados com a pele, um deles é a vaporização facial, que ajuda a relaxar e rejuvenescer. Popular entre as mulheres, a técnica tem como característica a praticidade, e pode ser feita tanto em spas, saunas ou em casa. Para explicar melhor sobre o assunto, a esteticista Stephanie Diliberto conversou com o “Health Essentials”.


De acordo com a especialista, a vaporização facial é uma ótima aliada da pele com cravos, pois ajuda a dilatar os poros e facilita a extração. No entanto, é preciso tomar cuidado durante o processo de remover os comedões, para que não haja lesões na pele, ocasionando em manchas e inflamações. Stephanie recomenda o uso de cureta e reforça a importância do acompanhamento com um profissional da área.


Aplicar cosméticos após a realização da técnica também é vantajoso, pois além de fornecer mais níveis de água para as células, o calor e a umidade tornam a pele mais permeável e podem proporcionar uma melhor absorção dos produtos. “Ideal para quem tem pele seca e busca por hidratação. Já para os que sofrem com oleosidade, a vaporização também limpa as bactérias causadoras de acne , por isso, indico que continuem usando produtos específicos para obter o máximo de benefícios”, explica Diliberto.


Além de nutritivo, o vapor também age no aumento do fluxo sanguíneo, que resulta em maior produção de colágeno e elastina – proteínas naturais do corpo humano, responsáveis pela jovialidade da pele. No entanto, o método precisa de atenção e não é recomendado para pessoas que tenham rosácea ou outros problemas de sensibilidade.



0 visualização0 comentário